Coisas a se levar em conta para comunicar-se

Posted on 5 de fevereiro de 20185 de fevereiro de 2018

Fazer apresentações não é algo tão simples quanto parece, nem tão complicado quanto costumam propagar. Um pouco de atenção ao roteiro, uma preocupação com a linha visual e outras coisinhas básicas podem fazer toda a diferença entre uma apresentação de sucesso e um discurso a ser deixado de lado.

Então, vamos a uma pequena lista que pode ajudá-lo na próxima apresentação:

Mas do que se trata?

Quem nunca se pegou assistindo a um comercial na TV ou vendo uma palestra e, depois dos 10 primeiros minutos, acaba se perguntando, “mas sobre o que isso se trata?”

Estímulos visuais sempre são muito bem-vindos, mas é preciso, antes de mais nada, lembrar que uma apresentação acontece para que uma história seja contada. É uma situação a se pensar quando escolhemos as imagens: a linha de imagens que você está escolhendo, realmente casa com a mensagem que você quer passar? As metáforas que você vai usar tem a ver com as imagens?

Não adianta você escolher imagens aleatórias e cores que você goste se isso não tem ligação emocional com sua mensagem. Imagine o seguinte:

Você está contando a história de como a nova estratégia de sua empresa pode mudar para melhor a vida das pessoas instaladas próximas a fábrica. Para isso, você irá utilizar imagens de crianças sorrindo. Qual das duas imagens representa melhor o caso:

As duas imagens representam sorrisos e nenhuma delas é, por si, ruim ou boa. A adequação à história é o que importa.

Look’n’feel

É uma expressão que os designers usam para falar sobre a linha imagética do trabalho. Quando você compra uma revista, você pode notar que todas as páginas seguem uma linha de raciocínio imagético consistente: As mesmas fontes, não só com relação à qual fonte será, mas também com relação à tamanhos de títulos. Existe uma separação lógica de títulos, subtítulos e textos. As cores respeitam uma coerência entre as páginas e capítulos, etc.

Tudo corroborando, ainda, com a impressão que a revista quer passar ao público: mais sérias usam cores mais sóbrias. Conteúdos mais leves, usam cores mais pastéis.

Defina seu conteúdo completo antes de pensar no layout de seus slides ou recursos animados.

Paletas de cores são ótimas para você não se perder ao longo do desenvolvimento

Cuidado com seu gosto

Gostar de uma determinada cor ou elemento não é suficiente para justificar seu uso na comunicação. O critério não pode ser somente seu gosto, mas tem que levar em conta, também, o quanto aquilo se adequa à mensagem que você precisa passar. Como já dito antes, não adianta usar imagens de cãezinhos fofos para falar sobre um relatório de quarter ruim

Slides chatos.

Preocupe-se, obviamente, com a linearidade da apresentação, para que cada slide complemente o outro, mas pense que cada slide é o último slide da sua apresentação e que é nele que seu cliente, por exemplo, será impactado. Evite slides com um kilômetro de textos e poucos recursos visuais, monocromáticos (a não ser que sua intenção seja, realmente, passar tédio). Varie as imagens de lugar (à esquerda, à direita, no alto, em baixo). É uma coisa simples de se fazer, mas que confere dinamismo à apresentação. Outra coisa boa para se fazer é usar uma paleta boa de cores. Só tome cuidado para que os slides não virem uma bagunça.

Hein?

Sabe aqueles filmes que você vai ver no cinema, mas em alguns lugares a legenda se mistura ao próprio filme e acaba atrapalhando toda a diversão?

Pois é, quando você for montar sua apresentação ou outra comunicação qualquer, tome um cuidado extra com isso. Evite colocar textos e imagens da mesma cor um sobre o outro e dê o devido destaque tanto para o que está escrito, quanto o que está desenhando.

Exageros

Muitas vezes, menos é mais. Não sobrecarregue seus slides com elementos inúteis que não necessariamente passam informações sobre o conteúdo apresentado. Pegue leve nos ícones, use imagens sem muitos elementos além daqueles necessários. Seja consico!

Seguindo esses passos você conseguirá estabelecer uma boa comunicação com seu expectador, mas… se você quiser uma comunicação realmente eficiente, conte com nossa ajuda!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *